Desenvolvedores tentam melhorar baterias de níquel para reaquecer o mercado

Até pouco tempo atrás, a maioria das baterias era compostas por ligas de níquel – conhecida pela baixa capacidade de armazenamento. Por conta disso, os notebooks mais novos foram equipados com baterias de íons de lítio, que oferecem capacidade de carga duas vezes maior que as de Ni-MH.

Apesar da incrível vantagem de desempenho dos componentes de lítio, pesquisadores do setor de Pesquisa e Desenvolvimento da BASF revelaram uma pesquisa sobre melhorias nas baterias de níquel, mostrando mudanças importantes nesse cenário.

Até o momento, eles já conseguiram dobrar a capacidade das baterias compostas por híbrido de níquel, fazendo com que esse tipo de componente se torne mais durável e de baixo custo. A ideia é que é que essas baterias possam armazenar até 8 vezes mais energia que as atuais baterias compostas por íons de lítio.

Segundo os pesquisadores, a alteração das microestruturas dos materiais de níquel usados foi a principal responsável por esses avanços. Com estruturas menores, a energia armazenada é maior, tornando o componente mais durável. Além disso, a mudança também diminui consideravelmente o peso da bateria, já que agora é possível armazenar até 140 Watts-hora em um espaço bem menor.

O próximo desafio é fazer com que as baterias se tornem menos estáveis que as rivais, tolerando temperaturas mais elevadas.

Fonte: Tecmundo, MIT Technology Review, BASF

Imagem: Tecmundo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Especialista bringIT

Sobre Especialista bringIT

Especializado em manutenção de notebooks e baterias
Adicionar a favoritos link permanente.